São Paulo: 11 4741 6000 · Demais regiões: 0800 770 1604

Área Restrita

Conteúdo Técnico Novidades

Obras

Saiba quais os problemas que a falta ou o uso do sistema inadequado de impermeabilização podem causar.

A impermeabilização é uma etapa fundamental para qualquer tipo de construção e deve ser executada nas áreas ou superfícies que tenham contato com água ou umidade, como lajes, alicerces, paredes, piscinas, reservatórios, pisos, jardineiras, banheiros, cozinhas e áreas de serviço. 

Os problemas derivados da falta ou falha de impermea-bilização, são diversos, mas entre eles podemos destacar três principais:

- Infiltração de lajes e coberturas;

- Infiltração em reservatórios, piscinas e tanques;

- Umidade de rodapés e áreas enterradas.

Os efeitos destas patologias podem ser:

Superficiais: percebidos na camada de pintura e massa corrida, e surgem como embolhamento, manchamento, desprendimento e formação de fungo;

Intermediários: identificados por desplacamento, esfarela-mento e fissuras nas argamassas de revestimento;

Profundos: ligados a corrosão das armaduras internas do concreto o ruptura dos blocos de vedação ou materiais constituintes de uma alvenaria, que podem comprometer a estrutura.

Identifique os problemas de impermeabilização e faça o tratamento o quanto antes...

O momento ideal para impermeabilizar é logo no início da construção, ou sempre que é feita uma ampliação, troca de pisos ou reforma que altere limites/paredes em áreas molháveis. Quando são verificados sinais de umidade, o ideal é não postergar o tratamento, pois como a impermeabilização protege as armaduras da estrutura de concreto do processo de corrosão, além dos revestimentos, pinturas e até o mobiliário, cada mês que adiamos execução do serviço, se agrava ainda mais os efeitos da falta de impermeabilização, aumentando os custos e prazos para executar a intervenção correta e proteger o imóvel.

 

Acompanhe a Denver também nas redes sociais